Tratamento para Hipertireoidismo

Tratamento para Hipertireoidismo

março 8, 2019 0 Por Daniela

O Hipertireoidismo é um distúrbio da glândula tireoide caracterizado pela produção excessiva dos hormônios tiroxina (T4) e tri-iodotironina (T3). Esses hormônios são responsáveis pela ação do metabolismo, ou seja, a forma como o corpo gasta energia. Dessa forma, uma disfunção relacionada ao funcionamento desse processo pode resultar em diversas alterações no organismo de uma pessoa, além de aumentar as chances de uma complicação de saúde mais grave.

A principal causa de Hipertireoidismo está relacionada com a Doença de Graves, uma doença autoimune (quando o sistema imunológico ataca a glândula tireoide), que resulta no aumento gradativo da glândula e excesso de produção dos hormônios tireoidianos.

No entanto, outros fatores podem desencadear no distúrbio, como:

  • Ingestão em excesso de iodo
  • Infecções virais ou inflamações na tireoide, como nos casos de tireoide pós-parto
  • Tumores na glândula tireoide, que podem causar nódulos e aumentar a produção dos hormônios
  • Tumores nos ovários ou testículos

Além disso, pesquisas apontam que mulheres com idades entre 20 e 40 anos têm mais chances de desenvolver o problema, assim como pessoas que possuem um histórico familiar com sinais de Hipertireoidismo. Portanto, é importante que exames de rotina sejam realizados nesses casos, principalmente se houver a presença de sintomas como:

  • Perda de peso repentina, mesmo que a pessoa continue se alimentando bem
  • Aumento do apetite
  • Ansiedade
  • Aumento da umidade da pele
  • Sensibilidade à luz
  • Vermelhidão nas palmas das mãos
  • Irritabilidade
  • Nervosismo
  • Fraqueza nas unhas
  • Fraqueza muscular
  • Palpitações e arritmia cardíaca
  • Hipertensão arterial
  • Suor em excesso
  • Tremores em algumas partes do corpo, como mãos e dedos
  • Glicose alta no sangue
  • Fadiga
  • Queda de cabelo ou fios quebradiços
  • Bócio, um aumento do volume da tireoide
  • Anemia
  • Diarreia
  • Aumento da vontade de urinar
  • Dificuldade para concentração
  • Insônia
  • Amnésia
  • Irregularidades no ciclo menstrual
  • Aumento das mamas em homens

Os sintomas de Hipertireoidismo podem ser confundidos com sinais de outras doenças e, por isso, alguns exames específicos podem ser pedidos.

mulher consultando médico para diagnosticar hipertireoidismo

Na consulta, médico irá realizar um exame físico de rotina, capaz de apresentar o aumento da tireoide ou a formação de nódulos na região, assim como o ritmo cardíaco acelerado e pressão alta. Após isso, o médico fará perguntas para tentar encontrar vestígios da doença no histórico familiar do paciente.

O diagnóstico de Hipertireoidismo é dado através de exames de sangue que medem a dosagem do hormônio TSH produzido pela hipófise e dos hormônios T3 e T4 produzidos pela tireoide. Dessa forma, se o nível de TSH estiver baixo e a dosagem dos hormônios estiver alta, o distúrbio da tireoide é identificado.

O tratamento para Hipertireoidismo geralmente é feito através de medicamentos e hábitos de vida que podem ajudar na recuperação da pessoa. Em último caso, a cirurgia para remoção da glândula tireoide pode ser indicada, mas o procedimento requer o uso de comprimidos para reposição dos hormônios pela vida toda.

Tratamento medicamentoso

remédios para o tratamento de Hipertireoidismo

O tratamento com antitireoidianos para Hipertireoidismo pode ser feito com o uso de Propilracil, Metimazol, Propiltiouracil ou Tapazol. Esses medicamentos têm como função inibir a produção de hormônios tireoidianos, ajudando na estabilização dos mesmos na corrente sanguínea.

A dosagem desses remédios varia para cada caso, podendo causar efeitos colaterais em algumas pessoas. Por isso, o tratamento deve ser realizado sob supervisão de um médico, que irá avaliar a quantidade necessária de doses conforme a recuperação do paciente.

Para analisar os efeitos do medicamento, exames de sangue devem ser realizados para medir os níveis de TSH e hormônios T3 e T4 no sangue. Geralmente, a dosagem correta do antitireoidiano é encontrada a partir de 6 ou 8 semanas de tratamento.

Tratamento natural

O tratamento para Hipertireoidismo deve ser feito com supervisão médica, e o indivíduo deve seguir o uso de medicamentos conforme os efeitos de recuperação. Além disso, é possível que métodos naturais ajudem nessa terapia, aliviando os sintomas e trazendo diversos benefícios para a saúde mental e física da pessoa.

Alguns chás podem ajudar no controle das funções tireoidianas, pois possuem propriedades medicinais bastante importantes para o organismo. Dessa forma, o seu consumo pode acrescentar melhorias no tratamento medicamentoso, que não deve ser deixado de lado.

Os principais chás naturais para Hipertireoidismo são:

Chá de erva-cidreira

xícara de chá de erva cidreira

O chá de erva-cidreira é uma ótima alternativa para controlar os sintomas de Hipertireoidismo, pois suas propriedades calmantes fornecem a sensação de relaxamento, combatendo o nervosismo e a insônia.

Como fazer?

  • Adicione as folhas de erva-cidreira num recipiente com água fervente
  • Deixe o recipiente tampado por 5 minutos
  • Coe a bebida em seguida e beba pelo menos 3 xícaras por dia

Chá de agripalma

O chá de agripalma tem um efeito bastante positivo no tratamento contra os sintomas do Hipertireoidismo, principalmente naqueles envolvendo a ansiedade.

Como fazer?

  • Adicione 2 g de folhas amassadas de agripalma em um recipiente com água fervente
  • Deixe repousar por 4 minutos
  • Coe a bebida em seguida e beba pelo menos 3 xícaras por dia

Chá verde

xícara de chá verde

O chá verde é capaz de purificar o organismo, podendo ser usando no combate do Hipertireoidismo. Isso ocorre porque suas propriedades têm ação antioxidante e promovem uma melhora nos sintomas da condição. Entretanto, seu uso deve ser feito sem cafeína, pois essa substância pode interferir no tratamento com outros remédios.

Como fazer? 

  • Adicione 1 colher de chá verde sem cafeína num recipiente com água fervente
  • Deixe repousar por 4 minutos
  • Coe em seguida e tome a bebida pelo menos 2 vezes por dia

Tratamento nutricional

Uma das consequências do Hipertireoidismo é o emagrecimento, mesmo que a pessoa continue se alimentando normalmente. Por isso, é preciso que o indivíduo siga uma dieta balanceada, com bastante vitaminas e fibras para manter o peso. Pães, massas e grãos integrais, vegetais e frutas são ótimas alternativas para isso. É indicado também reduzir o consumo de produtos industrializados, pois eles podem conter aditivos que causam problemas da tireoide.

Na dieta para o tratamento de Hipertireoidismo deve-se evitar o iodo, pois o excesso do mesmo é um dos desencadeantes da condição. Ele pode ser encontrado até mesmo no sal de cozinha, portanto, é recomendado que a pessoa consuma a manipulação de sal sem iodo.

O Hipertireoidismo pode acabar influenciando no surgimento de outras doenças, principalmente nos ossos. Por isso, consumir alimentos ricos em cálcio pode reduzir as chances do aparecimento de Osteoporose, por exemplo. No entanto, é importante ressaltar que produtos como leite, queijos, iogurtes e requeijão devem ser evitados para uma dieta pobre em iodo. Dessa forma, a pessoa deve preferir por leite em pó desnatado e margarina sem sal.

Fontes:

https://nutmed.com.br/storage/resources/5/2416/Apostila%20Doen%C3%A7as%20da%20Tireoide.pdf

http://www.scielo.br/pdf/abem/v57n3/v57n3a06.pdf