Pressão baixa na gravidez: Conheça os sintomas e como tratá-los

Pressão baixa na gravidez: Conheça os sintomas e como tratá-los

fevereiro 6, 2019 0 Por Amanda

A pressão baixa ou hipotensão acontece quando os níveis da pressão atingem valores iguais ou menores que 9 por 6 (90 mmHg x 60 mmHg). A hipotensão é comum durante a gravidez, principalmente no início da gestação, em virtude das mudanças hormonais do organismo que ocorrem nesse período, ocasionando um relaxamento dos vasos sanguíneos, o que provoca a queda da pressão.

Mesmo que a pressão baixa não seja um problema, que nem a pressão alta, ela pode causar desconforto para a gestante, e pode provocar sintomas como desmaios e quedas, o que é perigoso tanto para a mãe quanto para o bebê.

Sintomas

Grávida deitada na cama com uma mão na cabeça.

  • Dores de cabeça
  • Tonturas
  • Mal estar
  • Visão turva
  • Cansaço
  • Aumento da frequência cardíaca
  • Transpiração fria
  • Desmaios

Em casos de tonturas, dores de cabeça, fraqueza e visão embaçada, existem algumas medidas que podem melhorar esses sintomas:

  • Deitar numa posição confortável e levantar as pernas (se possível) para auxiliar a normalizar o fluxo do sangue.
  • Sentar, respirar fundo e inclinar o corpo para frente, levando a cabeça para os joelhos por alguns minutos.
  • Comer algo que contenha sal, como uma bolachinha de água e sal.

Para tratar a pressão baixa, exitem alguns remédios caseiros para melhorar os sintomas e melhorar a pressão:

Suco de abacaxi com chá verde e gengibre

Copo de suco de abacaxi com um gengibre, uma pera, outro copo e um abacaxi no fundo.

O gengibre é uma raiz adaptógena, ou seja, auxilia na regulação da pressão arterial, seja ela alta ou baixa. Além disso, o suco é rico em minerais e água. Além disso, ajuda no aumento da quantidade de sangue e no aumento da pressão arterial.

Ingredientes:

  • 1 pedaço de gengibre
  • 1 rodela de abacaxi
  • 1 xícara de chá verde
  • 1 punhado de hortelã

Modo de preparo:

  • Botar todos os ingredientes no liquidificador
  • Bater até se formar uma mistura homogênea e beber.

Suco de laranja com tomate

Copo de suco de laranja com tomate com um pedaço de laranja, alguns tomates-cerejas e um tomate na volta.

A laranja e o tomate são alimentos ricos em minerais que ajudam a combater a hipotensão, principalmente quando ela é causada pela carência de potássio no organismo.

Ingredientes:

  • 2 tomates maduros
  • 3 laranjas grandes

Modo de preparo:

  • Tirar o suco das laranjas e bater no liquidificador junto com os tomates
  • Caso o sabor fique muito forte, adicionar um pouco de água
  • Beber 250 ml do suco e tomar 2 vezes ao dia, por pelo menos 5 dias, para poder obter-se resultados satisfatórios.

Chá de ginseng com limão

Uma xícara de chá de ginseng com duas raízes de ginseng do lado.

O ginseng é um ótimo adaptogêno, o que permite regular a pressão arterial quando está baixa. O limão auxilia a dar energia ao organismo, o que melhora o funcionamento de todo o organismo, incluindo a pressão arterial.

Ingredientes:

  • Suco de 1/2 limão
  • 2 g de ginseng
  • 100 ml de água

Modo de preparo:

  • Botar a água e o ginseng para ferver numa panela de 10 a 15 minutos
  • Após esfriar, coar a mistura e juntar o suco de limão
  • Beber em seguida
  • O chá pode ser ingerido várias vezes ao dia.

Como evitar a pressão baixa durante a gravidez

  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas, cafés e refrigerantes, par reduzir as chances de desidratação.
  • Tomar cerca de 2 litros de água por dia e em pequenas quantidades, para evitar a desidratação e a redução da pressão.
  • Evitar ficar muito tempo em lugares muito úmidos e quentes.
  • Fazer exercícios físicos com frequência, pois eles proporcionam benefícios para a pressão arterial e para a circulação sanguínea.
  • Carregar algo salgado na bolsa, para não ficar muito tempo sem energia.
  • Evitar mudanças de posição bruscas, como levantar rápido.
  • Averiguar com o obstetra se algum dos remédios tomados pela gestante está ocasionando efeitos sobre a pressão arterial.

Atenção!

Caso as crises de queda de pressão ocorram com frequência, é necessário consultar um médico para uma avaliação médica, pois mesmo que não seja comum, a pressão baixa pode indicar alguma doença que precise ser investigada e tratada, antes de colocar a gravidez em risco.

É perigoso?

Médico medindo a pressão de uma gestante.

O primeiro risco da hipotensão na gravidez é o desmaio, que pode levar a uma queda, podendo provocar um traumatismo na gestante. Geralmente, o traumatismo é leve, e não gera mais do que um susto, porém se ocorrer uma queda num lugar como uma escada, por exemplo, a queda pode botar a vida da mãe e do bebê em risco.

A hipotensão durante a gravidez para de acontecer com frequência quando aumenta o volume de sangue e o organismo da mulher começa a se adaptar com uma quantidade maior de sangue. Apenas nesse período que a pressão tende a voltar ao normal, portanto, é preciso ter atenção e cuidado, principalmente quando a gestante for sair sozinha.