Ômega 3 – Bula

Ômega 3 – Bula

março 12, 2019 0 Por Ana

O ômega 3 é uma gordura “do bem” que possui uma grande lista de benefícios. É um ácido graxo essencial, o que significa que ele não é produzido biologicamente pelo nosso corpo. O ômega 3 possui duas ligações moleculares com o carbono, extremamente sensíveis, isso o torna uma gordura poli-insaturada. Em conjunto com outras vitaminas, principalmente a vitamina E, os benefícios do ômega 3 podem ser plenamente desfrutados com o apoio de uma alimentação saudável.  O ômega 3 é o nutriente mais pesquisado por médicos pois a lista dos benefícios envolvem principalmente o coração. Esse tipo de gordura trata o colesterol alto, controla a glicose e principalmente, evita problemas graves de coração.

Lata de sardinha aberta com cápsulas de ômega 3 despejadas.

O que o ômega 3 faz?

A lista de benefícios é imensa e vão desde regular a atividade do coração até a ação antidepressiva. O primeiro e mais citado benefício é: o ômega 3 é extremamente benéfico para o coração. Ele possui propriedades que regulam as atividades das plaquetas, evitando a coagulação do sangue que pode causar até mesmo AVC. Essa gordura do bem é capaz de estabilizar as atividades do coração, evitando episódios de desconforto e dor causados pela arritmia cardíaca e até mesmo paradas cardíacas.

Os benefícios ao coração não são as únicas vantagens do ômega 3. Esse ácido graxo é capaz de regular os níveis de colesterol no corpo. Os riscos do colesterol alto baixam consideravelmente, diminuindo as chances de entupimento das artérias e consequentemente outros problemas. O colesterol alto pode provocar problemas de pressão alta, infartos e derrames. O nutriente também consegue alterar a composição do sangue fazendo com que a formação de gordura seja mais difícil. Para isso, é necessário uma alimentação saudável e balanceada. O ômega 3 garante que as veias e artérias sejam flexíveis, melhorando a circulação sanguínea e evitando outros problemas.

Mulher idosa com a mão no peito.

Existem 3 formas de ômega 3 e são elas: ácido alfa-linolênico (ALA), ácido eicosapentanoico (EPA) e ácido docosahexaenoico (DHA). O DHA e EPA são os tipos de ômega 3 mais importantes para o desenvolvimento ocular e as funções da retina. Eles recobrem a retina, prevenindo a degeneração da mácula, parte do olho responsável pela visão das cores. É nessa parte do olho em que se encontra a maior densidade de células do olho. Portanto, a proteção dessa região é essencial para o processo de enxergar corretamente.

O ômega 3 também é importante no combate e na prevenção da depressão. A deficiência de ômega 3 no corpo pode causar falhas e diminuição do número de neurotransmissores e receptores. Segundo pesquisadores, o consumo de ômega 3 pode melhorar a fluidez das membranas responsáveis pelas células nervosas. Isso gera a produção dos neurotransmissores responsáveis pelas sensações de bem estar e bom humor. O ômega 3 também é um potente preventivo da depressão pós-parto, não havendo nenhuma contraindicação do consumo por mulheres grávidas.

Onde encontrar o ômega 3?

O ômega 3 é principalmente encontrado em animais marinhos, especialmente em peixes de águas profundas e frias. Os peixes de água fria são os que possuem maior quantidade de ômega 3. Isso acontece pois o habitat frio causa o acúmulo de gorduras. As espécies que mais contém ômega 3 são: arenque, sardinha, salmão, atum e bacalhau. O peixe não deve ser frito nem assado no preparo, pois pode perder as propriedades do ômega 3. Algumas frutas, principalmente frutas oleaginosas, também são ricas em ômega 3.

Algumas frutas que possuem grandes quantidades de ômega 3: amêndoa, avelã, castanha, pistache e nozes. O abacate também possui quantidades relevantes de ômega 3. Alguns vegetais e cereais também possuem ômega 3. Arroz selvagem e brócolis são alguns exemplos de alimentos com ômega 3.  É necessário lembrar que, como todas as dietas, a alimentação baseada no ômega 3 deve balanceada. O consumo exagerado de ômega 3 pode causar alguns efeitos colaterais indesejados, como hemorragia e resistência à insulina. Na impossibilidade de manter a dieta balanceada do ômega 3, existe a opção de suplementação natural, que pode ser encontrado em xarope, cápsula ou até mesmo pó.

Bula do ômega 3?

O ômega 3, por ser um suplemento natural, não possui bula. É sempre indicado consultar um médico antes de começar a usar suplementos naturais. Você pode saber mais sobre suplementos de ômega 3 clicando aqui.

 

Fontes:

https://www.researchgate.net/publication/265874955_Omega-3_o_que_existe_de_concreto

https://www.unip.br/presencial/comunicacao/publicacoes/propriedades-acidos-graxos-insaturados/ 

http://www.unisalesiano.edu.br/biblioteca/monografias/57717.pdf