Hipertireoidismo tem cura?

Hipertireoidismo tem cura?

março 21, 2019 0 Por Daniela

A glândula tireoide, localizada na parte da frente do pescoço, é responsável pela produção dos hormônios tiroxina (T4) e tri-iodotironina (T3), que são liberados na corrente sanguínea a fim de atuar no controle do metabolismo e diversas outras funções do organismo. Por isso, quando há qualquer disfunção na tireoide, diversas complicações acabam surgindo e atrapalhando o funcionamento do corpo.

O Hipertireoidismo é uma das disfunções tireoidianas mais comuns, caracterizado pela produção em excesso dos hormônios T3 e T4 pela glândula, resultando em sintomas bastante prejudiciais, como perda de peso, taquicardia, tremores, cansaço e ansiedade. Esse distúrbio não possui uma cura exata, uma vez que a condição pode ser desencadeada por uma série de fatores que podem ou  não desaparecer com o tratamento adequado.

Principais causas

mulher com mão no pescoço

Doença de Graves

A principal causa de Hipertireoidismo está relacionada com a Doença de Graves, uma doença autoimune, ou seja, quando o sistema imunológico ataca as células da tireoide, que provoca o aumento da glândula e produção de hormônios tireoidianos. Esse tipo de doença crônica não possui uma cura, mas é possível conviver normalmente com ela seguindo o tratamento indicado pelo endocrinologista.

Excesso de Iodo

Outro fator desencadeante do Hipertireoidismo é o excesso de iodo no organismo. O iodo é um mineral que influencia a produção dos hormônios T3 e T4, possuindo um papel bastante importante no funcionamento da tireoide. Entretanto, quando consumido de forma exagerada, ele pode acabar resultando na hiperatividade da glândula. Nesse caso é possível que o Hipertireoidismo seja curado através de um tratamento para reduzir os sintomas e uma alimentação pobre em iodo.

Tumores

Tumores benignos na glândula tireoide ou na hipófise, assim como tumores nos ovários e testículos, podem acabar desencadeando um quadro de Hipertireoidismo. Embora possa haver o retorno da condição no futuro, a retirada dos tumores pode influenciar na cura da disfunção tireoidiana.

Tireoidite

A tireoidite é caracterizada pela inflamação na glândula tireoide, e pode influenciar no aumento de produção de hormônios T3 e T4, resultando no Hipertireoidismo. Geralmente, as causas dessa inflamação estão relacionadas a infiltração de células brancas do sistema imunológico na tireoide ou algum vírus. No entanto, ela também pode surgir sem um motivo aparente, como no caso de Tireoidite Pós-Parto.

Com o tratamento certo, é possível tratar essa inflamação e fazer com que a tireoide volte ao seu funcionamento normal, ou seja, curando o Hipertireoidismo.

Tratamentos

endocrinologista atendendo paciente com hipertireoidismo

Como visto anteriormente, o tratamento para Hipertireoidismo depende muito da sua causa e gravidade dos sintomas, podendo ser realizado através de:

Medicamentos antitireoidianos

Uma forma bastante simples de tratar o Hipertireoidismo é através de medicamentos que reduzem a produção de hormônios tireoidianos pela glândula. No entanto, é importante ressaltar que a terapia medicamentosa pode não alcançar a cura da disfunção.

Iodo Radioativo

O tratamento de Hipertireoidismo com a ingestão de iodo radioativo causa a destruição da glândula tireoide, resultando na eliminação de hormônios tireoidianos produzidos pela glândula. Dessa forma, a pessoa precisará repor os hormônios pelo resto da vida, a fim de controlar o funcionamento do organismo.

Cirurgia

Quando as outras opções de tratamento não apresentam resultados positivos, a cirurgia para a retirada de uma parte ou de toda tireoide pode ser realizada. Nesse caso, a pessoa também precisará repor os hormônios tireoidianos através de comprimidos pela vida toda.

Hipertireoidismo emagrece?

O Hipertireoidismo provoca a aceleração do metabolismo, fazendo com que o mesmo gaste mais energia dos alimentos consumidos. Dessa forma, é correto dizer que o Hipertireoidismo emagrece, de forma rápida e inesperada. Além disso, é importante ressaltar que mesmo com a perda de peso, a pessoa tende a sofrer com o aumento do apetite e indisposição causados pela agitação desencadeada pela condição.

Sintomas

mulher com mão no peito

Os sinais de Hipertireoidismo não incluem apenas a perda de peso e aumento do apetite, uma vez que o indivíduo acaba apresentando sintomas como:

  • Ansiedade
  • Aumento da umidade da pele
  • Sensibilidade à luz
  • Vermelhidão nas palmas das mãos
  • Irritabilidade
  • Nervosismo
  • Fraqueza nas unhas
  • Fraqueza muscular
  • Palpitações e arritmia cardíaca
  • Hipertensão arterial
  • Suor em excesso
  • Tremores em algumas partes do corpo, como mãos e dedos
  • Glicose alta no sangue
  • Fadiga
  • Queda de cabelo ou fios quebradiços
  • Bócio, um aumento do volume da tireoide
  • Anemia
  • Diarreia
  • Aumento da vontade de urinar
  • Dificuldade para concentração
  • Insônia
  • Amnésia
  • Irregularidades no ciclo menstrual
  • Aumento das mamas em homens
  • Infertilidade

Hipertireoidismo pode matar?

Embora seja bastante raro, o Hipertireoidismo pode levar à morte. Geralmente, isso ocorre devido ao ritmo cardíaco desregulado causado pela condição que, quando não tratada, pode levar à complicações mais graves de saúde, como a insuficiência cardíaca.

Hipertireoidismo X Hipotireoidismo

Enquanto o Hipertireoidismo é caracterizado pelo excesso de hormônios produzidos pela tireoide, no Hipotireoidismo ocorre o contrário. No segundo caso, a pessoa sofre com a baixa produção de hormônios tireoidianos, que pode resultar em sintomas graves ao longo do tempo, quando não tratado.

Os principais sintomas de Hipotireoidismo são:

  • Aumento de peso, desencadeado pela retenção de líquidos
  • Sonolência
  • Perda de memória
  • Pele ressecada
  • Cansaço
  • Prisão de ventre
  • Mudanças de humor
  • Unhas fracas
  • Queda de cabelo
  • Anemia
  • Sensação de frio em excesso
  • Mãos e pés gelados
  • Colesterol alto
  • Alterações na libido
  • Inchaço no rosto
  • Fraqueza muscular
  • Ritmo cardíaco mais lento

Hipotireoidismo tem cura?

Assim como o Hipertireoidismo, não existe uma cura exata para Hipotireoidismo. No entanto, é possível repor os hormônios tireoidianos através de comprimidos pela vida toda, garantindo o funcionamento correto do organismo. Contudo, é importante ressaltar que o excesso de medicamentos para tratar o Hipotireoidismo pode levar ao aparecimento de sintomas do Hipertireoidismo, portanto, siga sempre as instruções do médico e JAMAIS se automedique.

Fontes:

http://www.scielo.mec.pt/pdf/am/v22n4-5/22n4-5a07.pdf

http://www.scielo.br/pdf/abem/v57n3/v57n3a06.pdf