Hipertireoidismo e Hipotireoidismo: Qual a diferença?

Hipertireoidismo e Hipotireoidismo: Qual a diferença?

março 7, 2019 0 Por Daniela

O Hipertireoidismo e Hipotireoidismo são duas condições que afetam a tireoide, uma glândula com o formato de borboleta localizada na parte inferior do pescoço. Essa glândula é responsável pela produção dos hormônios vitais, especialmente a tiroxina (T4) e a triiodotironina (T3). Esses hormônios são levados para todas regiões do corpo através do sangue, tendo como função regular o metabolismo, ou seja, controlar a forma que o corpo gasta a energia.

A ação da tireoide é controlada pela hipófise, uma glândula localizada na base do cérebro, que tem como função produzir o TSH. Esse hormônio estimulante da tireoide induz a produção de T3 e T4, garantindo o funcionamento de diversas funções do corpo.

Quando há um problema na ação da glândula tireoide, fazendo com que ela produza mais ou menos hormônios do que o normal, dizemos que existe um distúrbio da tireoide. O Hipertireoidismo e o Hipotireoidismo são dois exemplos desses distúrbios, mas apesar de afetarem a mesma região, possuem características contrárias.

Para entender a diferença entre essas disfunções, é preciso conhecer um pouco mais sobre elas.

O que é Hipertireoidismo?

mulher com mão no pescoço, com problemas na tireoide

O Hipertireoidismo é uma condição caracterizada pelo alto nível de produção dos hormônios T3 e T4 pela glândula tireoide. O excesso desses hormônios pode trazer diversas complicações de saúde, como Insuficiência cardíaca congestiva e Osteoporose. 

Causas

A causa mais comum do Hipertireoidismo é a Doença de Graves, uma doença autoimune crônica que provoca o aumento da glândula tireoide e estimula a produção em excesso dos hormônios. 

No entanto, o Hipertireoidismo pode ser desencadeado por outras condições, como:

  • Ingestão excessiva de iodo
  • Infecções virais ou complicações que causam inflamação na glândula tireoide
  • Tumores na glândula da tireoide, que podem causar nódulos e aumentar o processo de produção dos hormônios
  • Tumores nos testículos ou ovários

Sintomas

Por muitas vezes os sintomas do Hipertireoidismo são confundidos com sinais de outras doenças. Dessa forma, apenas um médico pode diagnosticar a condição. 

Os principais sintomas do Hipertireoidismo são:

  • Perda de peso inexplicável, mesmo que a pessoa continue se alimentando da mesma forma
  • Aumento do apetite
  • Ansiedade
  • Aumento da umidade da pele
  • Sensibilidade à luz
  • Alterações no ciclo menstrual
  • Aumento das mamas nos homens
  • Vermelhidão nas palmas das mãos
  • Irritabilidade
  • Nervosismo
  • Fraqueza nas unhas
  • Fraqueza muscular
  • Palpitações e arritmia cardíaca
  • Hipertensão arterial
  • Suor em excesso
  • Tremores em algumas partes do corpo, como mãos e dedos
  • Glicose alta no sangue
  • Fadiga
  • Queda de cabelo ou fios quebradiços
  • Bócio, um aumento do volume da tireoide
  • Anemia
  • Diarreia
  • Aumento da vontade de urinar
  • Dificuldade para concentração
  • Insônia
  • Amnésia

Tratamento

Geralmente, o tratamento do Hipertireoidismo é feito através de remédios antitireoidianos, sendo o Metimazol o mais comum. Esses medicamentos reduzem a produção dos hormônios da tireoide, mas podem não curar o distúrbio. 

A ingestão de iodo radioativo é capaz de curar o Hipertireoidismo, mas o seu uso pode resultar na destruição permanente da glândula tireoide. Dessa forma, a pessoa precisaria repor os hormônios através de comprimidos por toda a vida. 

Em último caso, quando não há uma melhora nos tratamentos anteriores ou por opção pessoal, a cirurgia pode ser recomendada. Essa alternativa também exige o uso de comprimidos para reposição do hormônio pelo resto da vida. 

O que é Hipotireoidismo?

mulher com mão no pescoço

O Hipotireoidismo é uma disfunção caracterizada pela baixa atividade da glândula tireoide, que acaba não produzindo hormônios suficientes para o organismo. Além de causar diversos sintomas incômodos, esse problema pode desencadear uma série de complicações para a saúde, como doenças cardíacas e psicológicas. O quadro de Hipotireoidismo pode ocorrer por um curto período de tempo (agudo) ou permanecer por uma fase maior (crônico). 

Causas

Mulheres com mais de 60 anos de idade estão nos fatores de risco para o Hipotireoidismo, assim como pessoas portadores de alguma doença autoimune ou que fazem uso de algum medicamento que pode afetar o funcionamento da tireoide. 

O Hipotireoidismo também pode ser causado por:

  • Tireoidite de Hashimoto, uma doença autoimune que provoca a redução da glândula gradativamente
  • Falta de iodo na alimentação
  • Doenças congênitas, que são desencadeadas pelo mal desenvolvimento da tireoide durante a gestação
  • Tratamento de Hipertireoidismo 
  • Cirurgia de tireoide
  • Radioterapia

Sintomas

Os sintomas do Hipotireoidismo costumam ser mais leves no início da doença, podendo variar para cada pessoa. No entanto, eles acabam se tornando mais intensos conforme o passar dos anos, fazendo com que a pessoa desconfie de algum problema.

Os principais sintomas do Hipotireoidismo são:

  • Aumento de peso, causado pela retenção de líquidos
  • Sonolência 
  • Perda de memória
  • Pele ressecada
  • Cansaço
  • Prisão de ventre 
  • Mudanças de humor
  • Unhas fracas
  • Queda de cabelo
  • Anemia
  • Sensação de frio em excesso
  • Mãos e pés gelados
  • Colesterol alto
  • Alterações na libido
  • Inchaço no rosto
  • Fraqueza muscular
  • Ritmo cardíaco mais lento

Quando não tratados, os sintomas do Hipotireoidismo podem se tornar bastante graves, prejudicando a qualidade de vida do indivíduo. 

Tratamento

O tratamento para Hipotireoidismo deve ser iniciado imediatamente após o disgnóstico dado pelo médico. Ele geralmente é feito através da reposição de hormônios que a tireoide deixou de produzir. Como se trata de uma condição que raramente regride, a terapia deve ser permanente durante toda a vida. 

Qual a diferença?

mulher com mãos no pescoço, com distúrbio da tireoide

A principal diferença entre o Hipertireoidismo e o Hipotireoidismo está relacionada com a produção de hormônios na glândula tireoide. Enquanto o Hipertireoidismo é caracterizado pelo aumento de produção dos hormônios T3 e T4, o Hipotireoidismo é marcado pelos baixo nível desses hormônios no organismo. 

Os sintomas tendem a ser um tanto semelhantes, mas quando há um excesso de hormônios no corpo, o metabolismo começa a acelerar, causando uma perda de peso súbita, como no caso de Hipertireoidismo. 

No Hipotireoidismo, as funções do corpo acabam ficando mais lentas pela falta de hormônios da tireoide, que resulta no aumento do peso e retenção de líquidos em diversas regiões do corpo. 

 

Fontes:

http://professor.pucgoias.edu.br/SiteDocente/admin/arquivosUpload/15347/material/Aula%20Hip%C3%B3fise%20tire%C3%B3ide%20e%20paratire%C3%B3ide.pdf

https://www.editorarealize.com.br/revistas/congrefip/trabalhos/TRABALHO_EV069_MD1_SA1_ID191_03042017115457.pdf

http://www.cidmed.com.br/pdf/endocrino02.pdf